Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Ciúme: o normal e o patológico

DefiniçãoA palavra ciúme deriva do latim Zellumen, que significa "zelo" "cuidado". Remete à tendência a zelar daquele objeto que apreciamos. Provoca emoções negativas como a raiva e a tristeza, uma vez que surge quando percebe-se a existência de ameaças reais de perdas, portanto trata-se de uma emoção normal, que surge em contextos pontuais.


Há quem diga que o ciúme é o tempero do amor, mas será justo temperar uma relação com o sofrimento alheio?
Sentir ciúme é algo normal, porém as reações podem (e devem) ser controladas. Ciúme normal
É normal sentir ciúme podem ocorrer quando o (a) parceiro (a) é claramente cortejado (a) ou corteja outra pessoa, dentro daquilo que o casal entenda como cortejo. Alguns comportamentos invasivos de terceiros, podem exigir que o casal se posicione de maneira firme, para evitar importunações. Infelizmente, isto ocorre com muita frequência. Ciúme patológico A Síndrome de Otelo é uma referência à obra de Shakespeare, cujo personagem, cego de c…

Relações afetivas mediadas pelas redes sociais

Relações de controle nas relações afetivas: Namoros, casamentos ou prisões?



Com o avanço das tecnologias, a facilidade de comunicação está aumentando. 
Hoje é possível falar com aqueles que amamos em tempo real, de qualquer lugar do mundo. Desta é que é possível também saber a localização (exata ou aproximada) do outro,  acompanhar seu deslocamento, saber se está ou não online, bem como a última vez que visualizou suas mensagens.
A vantagem é que isto aproxima as pessoas.  A desvantagem é que possibilita o controle excessivo sobre o outro, impossibilitando que relações de confiança sejam estabelecidas.
A proximidade virtual desfavorece a formação de vínculos de confiança, pois existe uma tendência a acreditar naquilo que se a respeito do outro nas redes sociais, ao invés de ouvi-lo.
É  muito comum  encontrar "surpresas" ao "xeretar" no perfil do outro. As vezes basta uma foto, uma frase, um "like", ou um post para que a relação sofra alguns estremecimentos e a…

Dependência afetiva - O que é e como lidar.

Imagine que você comprou um apartamento. Mas ao invés de tomar a iniciativa de decorar e arrumar do seu jeito,  entregas as chaves a uma pessoa muito querida e deixa que ela decida por você. A medida em que  o outro assume as responsabilidades pela manutenção do imóvel, você apenas contempla.. de longe.....satisfeito....porque não precisa sair da sua zona de conforto. O outro escolhe... o outro.. decide. você perdeu a autonomia para mudar um vaso de lugar! Você está dependente do outro!

A dependência afetiva consiste exatamente nisso:dar as chaves da própria vida nas mãos do outro.
Infelizmente, existem poucas pesquisas sérias sobre o assunto. Pretendo enfatizar este tema na minha tese de doutorado. Mas fica a dica para os estudantes....O tema tem relevância social imensa.
Um dependente afetivo não  consegue visualizar sua vida sem o outro. Não necessariamente por ter uma personalidade dependente, ao contrário: muitas são pessoas bem sucedidas financeiramente, profissionalmente, consegue…