Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2017

Vamos falar sobre AMOR?

Vamos falar sobre AMOR? Parte 2  Continuação do texto:  Vamos falar sobre Amor? A amplitude do tema possibilita as múltiplas reflexões, portanto este tópico tem como finalidade ampliar o entendimento sobre o Amor, sem a pretensão de esgotá-lo. Amor na Psicologia O amor é entendido na teoria de Stenberg (1986)   como a variação em função da extensão três elementos básicos:  a paixão, a intimidade e o compromisso . As variações possibilitam oito formas diferentes de amar. Paixão Intimidade Compromisso Desejo passageiro X Amizade X Companheirismo X X Amor vazio X Amor romântico X X Paixão fugaz X X Amor consumado X X X Inexistência de amor Paixão   - conjunto de reações emocionais, de ordem biológica que visa a proximidade entre os pares. Geralmente dura até dois anos, podendo transformar-se em amor ou extinguir-se. De acordo   com Fabichak (2010): Possui três características básicas: sentimentos de felicidades sobre o ser amado; pensamentos intrusivos, ou seja, pensamentos repetitivos so

Psicoterapia: Ajuda emocional para melhorar a vida afetiva, pessoal e social.

Psicóloga Bradesco | Psicologa Amil | Psicologa Sulamérica “O Psicólogo É um profissional que oferece ajuda emocional, afetiva e racional; que ajuda as pessoas a entenderem seus medos, suas raivas, seu stress cotidiano; que ensina a expressar sentimentos como amor, raiva, indignação; que ampara na hora da dor; que motiva; que mostra ao outro suas potencialidades, convertendo defeitos em qualidades, medo em coragem, tristeza em alegria, raiva em amor”  Colaborando para desenvolver habilidades afetivas, pessoais e emocionais. Indicada para pessoas com depressão, ansiedade, estress, dificuldades de relacionamentos (casa, trabalho, vida afetiva), ou apenas para quem quer se conhecer melhor.  *Agendamento de consulta psicológica gratuita* Caso haja interesse em  Conheçer meu trabalho  sem compromisso envie:  1.Email para Psicologamaris@gmail.com indicando: Nome, Idade e Disponibilidade de horários. (manhã, tarde, noite, sábados). 2. (OU) mensagem para o Whatsapp (11) 9998499

Porque a desconfiança atrapalha seu namoro (ou casamento)

Você é desconfiado? Existem vários níveis de desconfiança. Em psicopatologia, os graus mais elevados são conhecidos como "ideação paranóide", que se manifesta quando um indivíduo tem certeza absoluta que algo está acontecendo contra ele, com base em pequenos indícios, que na maioria dos casos não significam nada. Indivíduos muito desconfiados, tendem a ser muito ciumentos dentro da relação afetiva muitas vezes transformando a vida do outro em um verdadeiro inferno, uma vez que para conseguirem alívios de suas paran o ias, tendem a controlar a vida do outro em busca de certezas que não será abandonado (situação que não estão preparados para lidar). A insegurança destes indivíduos podem levá-los a vivenciar um quadro de  amor patológico , sem conseguir aproveitar as coisas boas que as relações saudáveis têm a oferecer. É comum que tenham reações de ciúme patológico , deixando de lado interesses próprios para controlar seus parceiros. O que estes indivíduos (talvez) ignorem é qu

11 passos para identificar Relacionamentos abusivos

Você sabe identificar Relacionamentos abusivos?     Quase todas as pessoas idealizam um relacionamento saudável, que seja minimamente equilibrado e com o mínimo de estresse possível. Em alguns casos a "balança  afetiva" despenca de um lado, o que gera desconforto na relação deixando a todos em estado de estresse. É normal que uma das partes "se doe" um pouco mais em alguns momentos, e vice-versa; que em alguns casos, uma das partes esteja passando por momentos difíceis fora do contexto afetivo e acabe levando o estresse para dentro da relação. Espera-se que estes momentos sejam poucos e passageiros. Porém, quando um dos dois passa a se doar sem ter retorno, por mais tempo do que deveria, é hora de rever a forma como a relação é conduzida. Fique atento(a). Você pode estar em um relacionamento abusivo. Como identificar. 1.Converse com uma pessoa "neutra" sobre o que está acontecendo;  2.Procure entender o que está acontecendo com seu (sua) parceiro(a) em out

Como esquecer alguém

Muitas pessoas me procuram, buscando formas de esquecer uma pessoa muito especial, mas por muitos motivos não foi possível estabelecer/manter uma relação afetiva. Nestes casos, o primeiro item a ser verificado é a possibilidade de haver uma conciliação de interesses. Em muitos casos, as pessoas conversam, perdoam, aparam suas arestas e prosseguem, conseguindo vivenciar um relacionamento de qualidade, se comprometendo a fazer a relação funcionar confortavelmente para ambos. Mas em alguns casos, a superação não é possível e a desilusão bate às portas do coração. O jeito é seguir adiante. Aparentemente, o custo emocional de esquecer é menor do que manter ou estabelecer um relacionamento. Porém não basta terminar a relação para esquecer alguém. Não basta deletar do Whatsapp, bloquear Facebook, deixar de seguir Instagram, etc. É fundamental deletar a pessoa de dentro você. Mas como esquecer? A resposta parece óbvia demais, porém é a única que é realmente eficaz: ESQUECENDO! Ok, mas como