Ansiedade: o que é e como tratar




Embora o termo "ANSIEDADE" sugira algo ruim e destruidor, na verdade a ansiedade é um conjunto de emoções primitivas que têm por finalidade garantir nossa existência.






Deriva do latim anxiosus, e significa "inquieto"

Portanto, ficar ansioso é ficar inquieto, colocar-se em expectativa, o que é uma condição bastante esperada. É natural que nos tornemos inquietos diante de uma prova, um exame, uma apresentação pública, quando estes eventos não são comuns. Os primeiros encontros amorosos também são situações que deixam a maioria das pessoas em estado de ansiedade. Isto ocorre para que o organismo possa se preparar adequadamente para vivenciar a situação. Pode usar algumas estratégias para reduzir a ansiedade, porém, anulá-la é quase impossível diante destes eventos, afinal, esta inquietude nos torna produtivos.

A ansiedade torna-se inimiga dos indivíduos quando deixa de ser produtiva e torna-se desproporcional às ocorrências: quando não diminui facilmente, mesmo contra todas a vontade.
Neste caso, torna-se disfuncional, ou seja, acaba por atrapalhar, ao invés de ajudar.
Este estado caracteriza-se por pensamentos recorrentes de catástrofe, como se algo muito grave estivesse para acontecer, quando na verdade, o risco nem é tão grande, impedindo o indivíduo a ter uma visão realista da situação.

Por exemplo: alguém ouviu falar que o país está em crise e começa a se preparar para vivenciar situações de miséria, deixando de gastar com coisas necessárias, abrindo mão de atividades prazerosas, por medo de ficar na miséria. Além disso, tende a procurar insistentemente formas de garantir sua sobrevivência, como se a catástrofe já estivesse ocorrendo.

Neste exemplo há uma antecipação imaginária da catástrofe. A estratégia compensatória neste caso, poderia ser um questionamento sobre o pensamento:


  • de onde tirei esta ideia catastrófica?
  • isto já aconteceu antes?
  • se já aconteceu, como a situação foi resolvida?
  • quais os riscos reais que esta situação ocorram?
  • a antecipação vai ajudar-me a resolver esta situação? como?
  • devo viver em função disto?




O mundo muda, as pessoas mudam, tudo muda. É natural que fiquemos ansiosos diante de tantas mudanças.

Em situações de Ansiedade, não é uma boa ideia afastar os pensamentos ansiosos, pura e simplesmente com "pensamentos positivos", pois isto é como jogar "areia" sobre o problema. 

Ao contrário, devemos conversar com este estado de ansiedade até chegar no ponto de entender o que ela quer dizer. 

Diminua o ritmo, respire fundo, tente fazer uma coisa de cada vez, sempre conversando com a ansiedade, se apropriando dela, para melhor compreender seu funcionamento diante de situações novas, que surgem o tempo todo.






Conheça Psicóloga Maristela Vallim. Botari
CRP-SP 06-121677





Desde 2013, atuando exclusivamente ncomo psicóloga clínica em SP, tratando pacientes com Depressão, Ansiedade, fobias, crises de pânico, prevenção ao suicídio.







Assista os vídeos do canal de Psicologia no Youtube sobre relacionamentos, comportamento humano, Psicoterapia e Psicologia.


Leia também alguns artigos neste Blog da Psicóloga SP 
(Psicologia Sem Fronteiras)


Psicoterapia SP. Psicóloga Clínica, na Bela Vista, São Paulo
Terapia Online e presencial.



Endereço do Consultório de Psicologia


Av. Paulista, 2001 – cj 1911 Bela Vista, São Paulo/SP
CEP 01311-000


psicologa Bradesco| tratamento para amor patológico | tratamento para amor obsessivo| psicologa omint