Pular para o conteúdo principal

Os amores do passado

Dizem que “Um grande amor não se esquece, adormece”. Por isso muitas pessoas lembram com saudade e/ou tristeza de alguma experiência anterior vivida. No entanto, isso é diferente de viver em função do passado. Uma coisa é lembrar bons momentos, outra coisa é querer revivê-los.


psicologa Bradesco


Por essa razão, algumas precisam conhecer o passado afetivo de seu parceiro. Não que isso seja ruim, afinal é sempre bom saber por onde pisamos e com quem estamos andando. O que é nocivo é tentar se aprofundar no passado afetivo do parceiro e se deixar enveredar por ciúmes.


Isso ocorre porque algumas pessoas não se sentem merecedoras desse amor e vão buscar no passado, motivos para sabotarem a própria felicidade.


Logicamente, existem casos em que as pessoas realmente sentem saudade do passado e deixam transparecer. Porém, existem alguns sinais que indicam pra onde a bússola do coração do ser amado aponta:
  • Se fala da(o) ex com muito carinho, é mau sinal; significa que ainda existe alguma lembrança boa no coração dele;
  • Se fala da(o) ex com muita raiva também é mau sinal. Isso indica que o coração dele está machucado, cheio de mágoa e onde há mágoa existem pendências ou até mesmo amores mal-vividos.
  • Se fala da(o) ex com muita freqüência seja bem ou mal, esqueça essa pessoa imediatamente e parta pra outra já! Isso é saudade. E quando sentimos saudades (no sentido de sentir falta) tendemos a falar da pessoa o tempo todo.


O ideal é que ele não fale absolutamente nada sobre o passado, pelo menos nada que não seja dito com a mais notável indiferença. “Ex bom é ex morto!”

E se ele não fala, não pergunte! O simples fato de ele não querer falar é bom sinal; significa que ao seu lado ele renasceu e esqueceu todo o passado.


Evite também falar sobre os seus relacionamentos anteriores .

Pessoas existem que fazem isso só pra deixar seu parceiro com ciúmes, já que nem todos falam abertamente daquilo que sentem e precisam ser “cutucadas”. Essa prática vem sendo muito utilizada, porque surte efeito imediato às vezes. No entanto isso é altamente desaconselhável porque quebra a harmonia da relação. É como jogar uma pitada de sal na sobremesa preparada com tanto capricho.

Comentários

  1. Gostei muito do material, por que são bem reais. Eu sinto saudades do passado e sei como é difícil estar com outra pessoa e manter um relacionamento mais duradouro.

    Acredito que esta matéria é de total relevância por que uma das maiores infelicidades do mundo para a condição de uma afetividade plena é que sempre alguém que está com alguém procura na verdade um outro alguém.

    ResponderExcluir
  2. Nossa vc não sabe como suas palavras estão sendo tão boas para mim!!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como esquecer alguém?

Você estava em um relacionamento, que parecia promissor, mas de repente

As coisas começaram a desandar, e o inevitável término chegou....
ou
Estava tudo bem, mas a outra parte resolveu se desligar da relação.

Enfim, houve uma ruptura na relação, mas não no vínculo (pelo menos, da sua parte).

Supondo que todas as tentativas de reconciliação já foram esgotadas, não há muito o que fazer: o jeito é esquecer a pessoa e partir para outra relação, ou ficar algum tempo sozinho (a).

Mas como se esquece alguém?

Esta pergunta não tem resposta fácil, nem fórmula, nem dicas que funcionem de maneira eficaz, pois depende de como o indivíduo funciona afetivamente. 

No entanto, uma coisa é certa: para esquecer alguém é preciso:

1- Querer. 
O pensamento no outro não desaparecerá se você alimentá-lo. É preciso imposição de uma poderosa força de vontade, e capacidade de lidar com a dor e o vazio. Não dá pra esquecer alguém quando não se quer esquecer.

2-Força de vontade
Não basta querer. 

É preciso sustentar este que…

Psicóloga sp - Crianças, adultos, casais | psicologa convenio | Psicologa Planos de saude | Bradesco | Amil | Sulamerica | Omint | Porto seguro

Psicóloga sp - Crianças, adultos, casais | psicologa convenio | Psicologa Planos de saude | Bradesco | Amil | Sulamerica | Omint | Porto seguro Atendimento por reembolso. Saiba Mais.

Maris V. Botari - Psicóloga Clínica - CRP-SP - 06/121677 Desenvolvendo Habilidades Afetivas e emocionais. 

Psicoterapia para: Crianças, Adultos e Casal 

Psicologa Bradesco, Amil, Sulamérica, Omint , por reembolso

Agendamento de 1ª consulta psicológica Whatsapp (11) 9-9984-9910

Email: psicologamaris@gmail.com
Sites:Psicologia Sem FronteirasPsicologia dos RelacionamentosPsicoterapia em São Paulo
Psicoterapia: ajudando a adquirir ou manter a qualidade da vida afetiva, pessoal e emocional.

Tratamentos indicado para:
Ansiedade, Depressão, dificuldade de relacionamento (afetivo, social, profissional e familiar), necessidade de aceitação, baixa autoestima,lidar com sentimento de culpa, como manter um relacionamento feliz, carência afetiva, dependência emocional, desmotivação, estresse, dificuldade de comunicação, di…

Término de relacionamento. Por que a superação é tão difícil?

O rompimento das relações afetivas provoca sofrimento comparado ao luto: falta de ar insônia, palpitações, taquicardia, são sintomas que tendem a surgir quando um indivíduo é rejeitado.
El fuego me recorre el cuerpo- el dolor de amarte. El dolor me recorre el cuerpo con las llamas del amor que siento por ti. La enfermedad del amor por ti me inunda el cuerpo. El dolor es como un furúnculo a punto de explotar de mi amor por ti. Consumido por el fuego de mi amor por ti. Recuerdo lo que me dijiste. Pienso en tu amor por mí. Me desgarra tu amor por mí. Dolor y más dolor. ¿Dónde te vas con mi amor? Me dicen que te irás de aquí. Me dicen que me abandonarás. Mi cuerpo está entumecido de dolor. Recuerda lo que te he dicho, mi amor. Adiós, mi amor, adiós". (Fisher, p. 11).
Mas porque isto ocorre?
O amor é articulado com as funções cerebrais por meio de dois hormônios que respondem pela estimulação sexual: a vasopressina nos homens e a ocitocina, nas mulheres. Estas substâncias favorecem a for…